O que é uma

Venture Builder

As “Venture Builders” são organizações que constroem startups usando recursos próprios, ‘rompendo’ os modelos correntes de investimento de capital de risco (Angel / VC), aceleradoras e incubadoras. São também conhecidas como “Fábricas de Startups”, em um modelo que compartilha recursos, como infraestrutura, marketing, jurídico, contábil etc., com o objetivo de racionalizar e otimizar o processo de inovação das startups reduzindo os custos e por consequência os riscos.

Em sua essência são uma holding que tem participação acionária nas diversas entidades empresariais que ajudou a criar. As iniciativas de maiores sucessos são mais operacionais e mão na massa do que holdings, participando de todo o ciclo de desenvolvimento da startup, inclusive de levantamento de capital, recursos humanos, design de modelos de negócios, equipes jurídicas, construção de MVPs (produtos mínimos viáveis), e executam campanhas de marketing muito eficazes durante as fases de pré e pós-lançamento de seus empreendimentos.

O termo Venture Builder foi citado pela primeira vez pelo investidor anjo Nova Spivack em 2011, no momento em que a maioria dos elementos que o compõem ainda estava em gestação. O Nova Spivack inventou o termo Venture Production Studio, chamando-o de “nova abordagem para a criação de startups“. Essa nova abordagem certamente valeu a pena, já que seu estúdio de produção de empreendimentos desfrutou de várias saídas três anos depois.

Uma Venture Builder procura, através de relações com o ecossistema empreendedor, encontrar boas oportunidades de negócio, desenvolver projetos, novas competências e descobrir novos mercados que possam ser explorados pelas empresas que a compõem. 

 
É um modelo de inovação aberta que vem sendo adotado dentro de grandes empresas em busca de novas soluções e negócios.